Tres vidas como a minha, ou a sua

sábado, 25 de setembro de 2010

Quem ja passeou pelo blog sabe ou pelo menos desconfia, da minha relação com animais. Pra mim um bicho é tão digno de compaixão quanto um ser humano. Algumas vezes, gente perde feio.

Por causa disso me apaixonei pelo trabalho do AUG. Pra quem tem coração de pudim, como dizem as meninas de lá, é uma ong danada! Vira e mexe me fazem chorar, e deixam qualquer coração de pudim derretido!

Ultimamente, "a pudinzice" anda com força total! E a cada visita tenho mais e mais vontade de pegar um gatinho! A partir de hoje, você nao sofre mais! Vi ter casa, comidinha, carinhos e cuidados. Vai rolar ciume tambem, um stress com o cachorro.... mas não vai faltar amor e jamais, mas jamais mesmo você vai lembrar o que é abandono.

O primeiro que virou o pudim em calda foi o Theo:


Theo é este lindão aí. Gato fofo, dengoso, bonito.  Mas tem epilepsia e isto pra muita gente é um impecilho. Cuidar de um bichinho saudável é uma coisa, de um animal que precisa tomar remédio todo dia é outra! Será? Será que uma única gotinha de remedio por dia, tira sua vontade de ter um amigo?
Porque a doença tem de ser uma condenação para um animal? Só uma gotinha por dia, vai fazer com que ele não possa ter lar?

Alguem já prestou atençao em alguns anuncios de adoção animal?
Como as pessoas descartam os animais da mesma forma que um móvel ou roupa velha. Um traste!
Algo do gênero: doa-se uma velhinha. Está doente e não tenho tempo pra cuidar. Procura-se adotante para uma criança de 2 anos. Motivo: acabamos de ter outro filho! Ou ainda, estamos doando nosso filho mais velho, mudamos para um apartamento e não ha mais lugar pra ele.
Pois é... o grisalhinho se tivesse ao menos tido a chance de ter um dono, talvez fosse objeto de um destes anuncios. E velhinho, é pretinho e ainda tem a cabecinha de lado. Mas e daí? Será que ele ama menos, ou alegraria pouco a sua vida? Nao renuncie a seu vovô, por favor!


Mas quem cortou meu coração foi esta mocinha que acabou de chegar. Não tem como ser mais linda! Nem ter uma carinha mais doce. Mas nasceu com um problema de coluna e não anda direito. Nunca vai poder subir na cama, passear no telhado ou admirar a paisagem da janela. Mas vai querer um colinho.... Será que vai ser o seu? Eu daria o meu de bom grado se preenchesse o perfil de adotante. Vai lá, ajude este docinho a ter uma vida melhor!



Agora me diz, tem coração de pudim que resista?

1 comentários:

Mary disse...

Confesso que gosto mais de cachorro do que de gato. Alias, tenho um certo receio de gato...mas eu acho TÃO lindo, tão fofos!
E é triste saber que existem pessoas que acabam maltratando esses bichos tão lindos!

Mas é bom saber que tem pessoas que ajudam tbm, né?

Um beijo!
Gostei da iniciativa do blog!